co-criadores

Hoje vemos muito sobre co-criadores, na internet. Todo mundo fala em co-criação. Mas o que sermos co-criadores significa? Por que isso não funciona na prática? Ou funciona? Preciso entender de física quântica para isso funcionar para mim?

Poderia fazer mais uma série de perguntas, mas vamos começar a responder. Vou responder como uma estudiosa do assunto, uma profissional do Desenvolvimento Humano, comprometida com o crescimento contínuo e eterna buscadora de si mesma, com o propósito de contribuir com o meu e o seu autodesenvolvimento.

Ser um co-criador significa que há um Criador (Deus, Jeová, Alá, Universo…) e que nós, humanos, somos co-criadores – ou seja, nós criamos juntamente com Ele.

A física quântica explica que somos energia (e não matéria) e ondas que se materializam de acordo com nossos desejos, pensamentos, emoções, crenças, valores e propósitos.

Ferramentas e Terapias Complementares

Atualmente existem várias ferramentas que nos auxiliam a ressignificar nossas crenças, a descobrir nossos valores e propósitos. Entre elas a psicanálise, a constelação sistêmica, o Ho’oponopono, o Coaching, a Meditação e o Reiki, com as quais trabalho.

Mas é possível aprender a ser um co-criador? Tenho uma surpresa para você: todos nós somos co-criadores sem saber que o estamos sendo. Todos somos 100% responsáveis por nossa realidade. Uma das Leis Universais, a Lei da Reversibilidade, nos explica que o mundo exterior é o reflexo de nosso mundo interior. Portanto, nós criamos a nossa realidade o tempo todo. Consciente ou inconscientemente.

Co-criadores: Experimento da Dupla Fenda

Se você não conhece o experimento da Dupla Fenda, sugiro que veja a explicação do Dr Quantum (https://www.youtube.com/watch?v=zKiCEU6P3U0). Este experimento nos prova que criamos aquilo que observamos. Portanto, se você acredita que é próspero, abundante, que tem um carro x, um emprego y, você o tem. Se você tem crenças de que ser rico não é pra você, que o importante é ter o suficiente para pagar as contas, é isso que você terá. Contas e todo dinheiro que receber, por mais que seja, será para pagar mais e mais contas.

Então você já deve ter entendido que não é preciso entender de física quântica para ser um co-criador e que ela funciona sim pra você, quer você queira ou não. Mas talvez você queira aprender a ser um co-criador consciente e criar conscientemente a vida de seus sonhos.

Aprendemos também com a física quântica que à nossa volta existe um Universo de infinitas possibilidades. O que isso significa? Simplesmente que você pode criar a realidade que quiser. O você cientista, o você professor, o você rico, o você pobre, e por aí vai.

Primeiro passo: defina a vida você deseja para você.

Entendo então que o primeiro passo é você ter consciência de sua capacidade e tomar o leme de sua vida, parar de “deixar a vida te levar”. Ao tomar o leme, você tomará consciência de quais crenças precisa modificar e de como controlar ou redirecionar seus pensamentos (um pensamento é só um pensamento, pode ser modificado, segundo Louise Hay) e emoções (nós não somos nossas emoções). Ainda segundo outra lei universal, a lei da atração, atraímos tudo que pensamos e sentimos. Por isso a importância de controlarmos nossos pensamentos e emoções.

Portanto, é possível aprender sim a desprogramar pensamentos e crenças negativas e programar uma nova realidade. Existem técnicas para isso? Como eu disse, existem várias formas de se fazer isso, depende do que você considera mais adequado para você.

Mas posso lhe adiantar que o primeiro passo é você ter consciência de que vida você deseja para você. Você tem que desejar ardentemente. Muitas pessoas não sabem mais o que desejam, não sonham mais.

Depois é entrar em ação para que isso aconteça. Por exemplo, não adianta desejar muito passar na prova da OAB e não estudar, não se preparar. E o terceiro passo muito importante, fundamental, é evitar o Efeito Zenão.

Co-criadores: Efeito Zenão

Efeito Zenão é quando você cancela os passos anteriores com um excesso de ansiedade em relação ao seu desejo. É nada mais nada menos do que “soltar”.

Resumidamente, é descobrir o que deseja, desejar ardentemente, entrar em ação e soltar! E pronto, você criou a sua realidade.

Espero ter-lhe ajudado a entender um pouco mais sobre o assunto e que você tenha compreendido que, se sua realidade atual (carreira, relacionamentos, vida financeira, saúde) não está boa, a mudança tem que ser “dentro” e não fora.

Que tal começar agora a co-criar, descobrindo o que você realmente deseja para você, em cada área de sua vida?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *